Faltam
--- Dias
Para o Século I

Notícias

11/06/2018

Clube celebra 15 anos da Copa do Brasil de 2003, título que faz parte da Tríplice Coroa


Arquivo do Cruzeiro Esporte Clube

Angel Drumond

O Cruzeiro Esporte Clube, maior vencedor da Copa do Brasil com cinco títulos, completa nesta segunda-feira, quinze anos da sua quarta conquista, em 2003, e que é peça fundamental da Tríplice Coroa! Naquela oportunidade, 65 times faziam parte do torneio, e a Raposa levou o caneco com uma campanha incrível, com oito vitórias e três empates, sagrando-se campeão de forma invicta.

O primeiro jogo da disputa foi contra o Rio Branco-ES, e o Cruzeiro levou a melhor jogando fora de casa. Vitória por 4 a 2, com gols de Maurinho e Alex, que classificou o time para a fase seguinte, contra o Corinthians de Caicó, cidade do Rio Grande do Norte. No primeiro jogo, fora de casa, empate por 2 a 2, com gols de Irineu e Aristizábal. No jogo da volta, inapeláveis 7 a 0 para a Raposa, gols marcados por Deivid(3x), Alex(2x), Thiago Gosling e Edu Dracena.

Nas oitavas de final, a Raposa teve pela frente o Vila Nova-GO. Na primeira partida, no Mineirão, o time celeste levou a melhor por 2 a 0, com gols de Thiago Gosling e Deivid. Já na partida de volta, em Goiânia, outro triunfo do Maior de Minas, dessa vez por 2 a 1, com gols de Sandro e Aristizábal.

O clássico contra o Vasco marcou as quartas de final da competição brasileira. No primeiro jogo, em Belo Horizonte, o Cruzeiro venceu por 2 a 1, com gols de Alex e Aristizábal. No jogo da volta, em São Januário, Alex marcou o gol do empate de 1 a 1 que classificou a Raposa para a semifinal da competição.

O Góias tinha uma dupla de ataque forte em 2003 formada por Dimba e Araújo e chegou à semifinal com uma grande campanha. A primeira partida foi disputada no Serra Dourada, em Goiânia, e o Cruzeiro venceu por 3 a 2, com gols de Deivid(2x) e Aristizábal. Na volta, no Mineirão, vitória celeste por 2 a 1, com gols de Augusto Recife e Mota, resultado que levou o time azul e branco a mais uma final de Copa do Brasil.


Imagens: Arquivo Sportv

A final

O Flamengo, último adversário na campanha do penta, em 2017, também foi o finalista na campanha do tetra. O primeiro jogo foi disputado no Maracanã com um público de mais de 70 mil pessoas. 65 mil delas se curvaram à genialidade do craque Alex ao marcar, de letra, o tento celeste no maior estádio do mundo. Enquanto isso acontecia, cinco mil cruzeirenses calavam o Maracanã com uma festa incrível. No fim do jogo, Fernando Baiano empatou a partida e trouxe mais emoção para o jogo da volta.

No dia 11 de junho de 2003, o Cruzeiro fez uma apresentação fantástica no Mineirão para quase 80 mil pessoas. Antes dos 30 minutos do primeiro tempo, o time comandado fora de campo por Wanderley Luxemburgo, e dentro de campo pelo talento de Alex, já vencia o adversário por 3 a 0, com gols de Deivid, Aristizábal e Luizão, com três assistências do craque da camisa 10. No fim do jogo, Fernando Baiano fez o gol de honra do time rubro-negro, mas a festa já havia começado nas arquibancadas e por todo o mundo azul, Cruzeiro Tetracampeão da Copa do Brasil.

CRUZEIRO 3 X 1 FLAMENGO
Data: 11 de junho de 2003
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Público: 79.614 pagantes
Renda: R$ 700.626,00
Árbitro: Paulo César de Oliveira (FIFA/SP)
Cruzeiro: Gomes; Maurinho, Gladstone, Luisão e Leandro; Augusto Recife, Jardel, Wendell (Marcinho) e Alex (Sandro); Aristizábal (Mota) e Deivid.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo.
Flamengo: Júlio César; Luciano Baiano, Fernando, André Bahia e Athirson; André Gomes (Igor), Fabinho, Fábio Baiano (Jean) e Felipe; Edílson e Fernando Baiano.
Técnico: Nelsinho Baptista.

Trajetória da quarta estrela da Copa do Brasil:

PRIMEIRA FASE

19 de fevereiro – Rio Branco-ES 2 x 4 Cruzeiro – Sumaré

SEGUNDA FASE

26 de março – Corinthians-RN 2 x 2 Cruzeiro – Estádio Senador Dinarte Mariz

2 de abril – Cruzeiro 7 x 0 Corinthians-RN – Mineirão

OITAVAS DE FINAL

23 de abril – Cruzeiro 2 x 0 Vila Nova-GO – Mineirão

30 de abril – Vila Nova-GO 1 x 2 Cruzeiro – Serra Dourada

QUARTAS DE FINAL

7 de maio – Cruzeiro 2 x 1 Vasco – Mineirão

14 de maio – Vasco 1 x 1 Cruzeiro – São Januário

SEMIFINAL

21 de maio – Goiás 2 x 3 Cruzeiro – Serra Dourada

28 de maio – Cruzeiro 2 x 1 Goiás – Mineirão

FINAL

8 de junho – Flamengo 1 x 1 Cruzeiro – Maracanã

11 de junho – Cruzeiro 3 x 1 Flamengo – Mineirão

 

Shop Cruzeiro

Camisa Cruzeiro I-18/19 Umbro/Fan

Por R$ 249,90

 

Shop Cruzeiro

Camisa III Cruzeiro/Umbro 17/18

Por: R$239,90
 

Shop Cruzeiro

Camisa Cruzeiro Azul - Réplica

Por R$ 54,90