menu

17/09/2018 14:06

Mano elogia atuação do time, que sai mais forte para o jogo contra o Boca Juniors

- Cláudio Antonio

Foto: Vinnicius Silva / Cruzeiro

O comandante do tetracampeão brasileiro e pentacampeão da Copa do Brasil Mano Menezes destacou a atuação do Cruzeiro no empate no clássico deste domingo, mesmo com uma escalação 100% diferente do time que venceu o Palmeiras, na última quarta-feira, na Arena Palmeiras, pela semifinal da Copa do Brasil.

“Nós consideramos o resultado positivo, embora tenhamos merecido a vitória no segundo tempo, o que seria a coroação de uma dedicação, de uma entrega desse grupo que entrou em campo. A gente sabe como é difícil mudar onze jogadores. Não é fácil”, disse o treinador.

“O segundo tempo foi bem produtivo, de uma equipe que empurrou o Atlético-MG para trás e não deu nenhuma chance. A gente sai parcialmente satisfeito com tudo que a gente viu e só não saímos com o resultado porque o Murilo está precisando de uma benzedeira”, completou ele, se referindo a um dos últimos lances da partida, em que o zagueiro do Cruzeiro só não marcou o gol da vitória por causa de um verdadeiro milagre do goleiro adversário.

Segundo o treinador, o desempenho da Raposa neste domingo, deixa a equipe ainda mais forte para a partida da próxima quarta-feira, às 21h45, contra o Boca Juniors, na Argentina, no primeiro jogo das quartas de final da Copa Conmebol Libertadores.

“Saímos mais uma vez fortes para uma decisão. Não é a primeira vez que acontece. Nós já passamos por isso, já fiz essa escolha e essa escolha está se tornando uma escolha mais fácil para eu fazer com o treinador. Porque a equipe está dando a confiança e a segurança para eu poder fazer e não tem outro caminho, não tem jeito. Com um jogo na quarta como nós tivemos, outro jogo na próxima quarta, um jogo na outra, todos os jogos com caráter de decisão muito grande, a melhor equipe para entrar em campo hoje, a equipe mais inteira, é a equipe que entrou”, afirmou.

Notícias Relacionadas