menu

18/10/2018 14:06

Relembre nossa trajetória até a conquista do Hexa da Copa do Brasil

- Rodolfo Rodrigues

** Conteúdo apresentado por Uber

Depois de perder a voz de tanto gritar “É campeão!” chegou a hora de relembrarmos nossa trajetória na campanha do hexacampeonato da Copa do Brasil. Único clube campeão dois anos consecutivos do torneio, o Cruzeiro começou a jornada de 2018 nas oitavas de final, já que disputou a Conmebol Libertadores.

Nosso primeiro adversário foi o Atlético-PR. O jogo de ida aconteceu na Arena da Baixada, em Curitiba-PR e o Cruzeiro venceu por 2 a 1, gols de Henrique e Raniel. A volta demorou e só aconteceu depois da Copa do Mundo. Em uma segunda-feira, com o Mineirão lotado, a Nação Azul empurrou a Raposa para as quartas de final, após um empate por 1 a 1, gol do camisa 10 De Arrascaeta.

Nas quartas de final, enfrentamos o Santos, no mês de agosto, e mais uma vez vencemos a primeira partida fora de casa. Desta vez o placar foi 1 a 0, com gol de Raniel.  Na volta, sofremos um revés no tempo normal, ao perdermos por 2 a 1, no Mineirão. A decisão para a vaga na semifinal aconteceu na disputa de pênaltis e quem deu show foi o ídolo Fábio, que defendeu todas as três cobranças santistas. Do nosso lado, Lucas Silva, Raniel e David acertaram as cobranças.

Em setembro, tivemos as disputas válidas pela semifinal, e o adversário foi o Palmeiras. Pela terceira vez consecutiva, o Cruzeiro começou o duelo vencendo fora de casa. No Allianz Parque, a Raposa bateu o time oponente por 1 a 0, gol do argentino Barcos, após rápido contra-ataque puxado por Thiago Neves e Robinho. No Mineirão, com quase 45 mil torcedores, conquistamos a vaga na final com um empate por 1 a 1. Mais uma vez Barcos foi o autor do gol celeste. Era a garantia de mais uma final da competição.

Enfim chegou o mês de outubro, e com ele a grande final da Copa do Brasil. O adversário foi o Corinthians, mas ao contrário das outras vezes, a decisão foi na casa do adversário. No Mineirão, com um show de mais de 50 mil cruzeirenses, o Gigante Incontestável venceu o adversário por 1 a 0, gol de Thiago Neves, após cruzamento de Egídio.

O grito de hexacampeão veio na Arena Corinthians, com uma vitória por 2 a 1 pra cima dos donos da casa. Em um jogo tenso com atuação do árbitro de vídeo e sete minutos de acréscimos, Robinho abriu o marcador no primeiro tempo, pegando rebote de um chute de Barcos que explodiu na trave. Na etapa final, o Corinthians empatou com Jadson em cobrança de pênalti, mas De Arrascaeta que, depois de mais de 24 horas de viagem retornando do Japão após jogar pela seleção uruguaia, recebeu passe de Raniel e tocou de perna esquerda na saída do goleiro Cássio. Final de jogo, Cruzeiro hexacampeão da Copa do Brasil.

Notícias Relacionadas