menu

24/09/2018 17:16

Mano Menezes destaca superação da equipe em partida de oportunidades

- Angel Drumond

Foto: Vinnicius Silva / Cruzeiro

O treinador Mano Menezes se mostrou satisfeito após a virada do Cruzeiro diante do Santos, pelo Brasileirão. O comandante celeste destacou a superação dos atletas em campo, que iniciaram bem a partida, mas saíram atrás no placar, buscando a virada como muita entrega em campo. Mano afirmou que o triunfo trará confiança ao grupo.

“A vitória traz confiança maior, sem dúvida nenhuma. O Cruzeiro iniciou bem, controlando as ações, criando boas oportunidades pelo lado, mas mais uma vez escapando, como em outros jogos. Foi um jogo de boas oportunidades dos dois lados. Fizemos dois, poderíamos ter feito três ou quatro. São duas grandes equipes, e a nossa com espírito de superação. Estamos, em setembro, estreando jogador. Tivemos que fazer isso”, disse o treinador.

“Tivemos um pouco de sorte em determinados momentos, sorte que faltou em outros jogos, como a do Gabriel que entrou cara a cara com o Fábio. No jogo da Copa do Brasil, que perdemos para o Santos por 2 a 1, também chutamos duas bolas no poste”, complementou.

Mano Menezes também explicou as alterações no intervalo do jogo com as entradas de Sassá e Robinho nos postos de Rafael Sóbis e Ederson.  As trocas refletiram na atitude do Cruzeiro em campo e fizeram com que a equipe buscasse a virada.

“Colocamos de maneira diferente do que fizemos em outras circunstâncias. Colocamos dois atacantes enfiados e trouxe Raniel um pouquinho mais pela direita para ter um meia de armação. Foi o que faltou no primeiro tempo. Era nítido que pelo volume e pela troca de passes, estava em falta. O Sobis não é um jogador de armação, é quase um segundo atacante. Então tirei Ederson e baixei Bruno, que estava com um pouco de dificuldade na direita. Toda vez que tiver que jogar de costas, terá dificuldade. Encontramos a solução dessa maneira e fizemos um gol cedo no retorno. Ganhamos tranquilidade no placar e confiança de que poderíamos virar. Hoje fomos mais felizes”, disse Mano Menezes.

 O comandante celeste também falou da presença do atacante Sassá na partida. Mano confessou uma conversa antes da partida com o atacante e a opção de usa-lo após oo intervalo.

“Já pode jogar um pouquinho mais que 45 minutos. A ideia hoje era iniciar com ele ou colocar no intervalo. Conversei com o jogador, gosto de ter essa conversa para ele se sentir confiante. Ele me disse que eu poderia optar por qualquer uma das duas escolhas. Então achei mais justo iniciar com Raniel e depois colocar Sassá na segunda parte”, finalizou.

Notícias Relacionadas