menu

02/12/2018 19:40

Sidnei Lobo elogia postura dos atletas e avalia como positiva sua experiência enquanto treinador

- Alisson Guimarães

Foto: Vinnicius Silva / Cruzeiro

Sidnei Lobo revelou grande satisfação com a postura de seus atletas na tarde deste domingo, em Salvador, na partida contra o Bahia. Embora a vitória não tenha sido alcançada, o auxiliar técnico cinco estrelas destacou que, mesmo com a equipe bastante modificada, o Cruzeiro criou chances suficientes para sair do estádio do Pituaçu com os três pontos.

“Essa partida em especial deixou a comissão muito satisfeita, pelo o que foi feito no jogo e na semana toda, porque tinha aquele momento de quem ia jogar ou não. Comecei a trabalhar essa equipe quatro dias antes do jogo, justamente para dar condição deles chegarem aqui e fazer bonito. Poderíamos ter vencido o jogo pelo o que a equipe produziu. Se saíssemos vencedor, não seria demais não”, avaliou Sidnei.

O auxiliar técnico levou para a Bahia muitos atletas das categorias de base. O banco de reservas contou com sete atletas oriundos do Sub-20 e até do Sub-17 estrelado. Para Sidnei, a tendência é que, ano que vem, eles voltem a colaborar com o profissional.

“Nosso grupo é muito grande, com jogadores de muita qualidade. Tudo é questão de ritmo, mais oportunidades, mais sequência de jogos. O David por exemplo jogou bastante jogos na reta final e mostrou que tem capacidade de nos ajudar, e isso nos deixou felizes. No geral, são jogadores com potencial, que a gente pode contar com certeza em outros momentos. Quem ganha é o Cruzeiro”, reforçou.

Sidnei assumiu a equipe na reta final do Campeonato Brasileiro em substituição ao técnico Mano Menezes, que precisou se afastar para realizar um tratamento. O auxiliar acredita que correspondeu nesta breve experiência como treinador interino.

“Nesses anos todos em que estou dentro do futebol, com 15 anos de atleta e mais de 15 de assistente, adquiri uma bagagem, uma experiência. Para mim, especialmente, é muito gratificante e importante. Foi uma experiência nova, achei que fui bem, que dei conta do recado. Em janeiro o Mano está de volta. Mas, quando ele precisar, estarei à disposição”, salientou o auxiliar.

Notícias Relacionadas