menu

11/01/2019 23:37

Técnico destaca aproveitamento celeste nos pênaltis e projeta reencontro com o Marília

Do Estádio Bento de Abreu, em Marília-SP - Gustavo Aleixo

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Nesta sexta-feira, o Cruzeiro teve o seu jogo mais complicado pela Copinha até então, mas conseguiu a vitória sobre o Sport nos pênaltis, após empate por 1 a 1, conseguindo a classificação para a próxima fase da Copinha. Comandante celeste, o técnico Ricardo Resende fez uma análise do confronto após o apito final e ressaltou o equilíbrio do duelo.

“Um jogo muito equilibrado. A equipe do Sport veio com uma proposta de marcar atrás, esperando um erro nosso. Controlamos bem o primeiro tempo, tivemos boas oportunidades, mas não conseguimos concluir em gol. No segundo tempo, mantemos a proposta de tentar furar a defesa do Sport e tivemos boas chances, mas, num lance isolado, eles tiveram a felicidade de fazer um gol”, avaliou.

“Tivemos que ter equilíbrio para buscar o empate. Os atletas que vieram do banco entraram bem, o Marco Antônio, o João Luiz. Num lance genial do Marco Antônio, ele deu uma bela assistência para o Popó, que fez um belo gol. Tentamos o 2 a 1, mas o jogo estava caminhando para o final, então, fomos para os pênaltis. Eles tiveram a tranquilidade para converter todas as cobranças e conseguimos esta classificação tão importante para nossa sequência”, completou.

Falando especificamente da decisão por pênaltis, Ricardo Resende ressaltou a maturidade de seus jogadores que, mesmo jovens, demonstraram muita tranquilidade nas cobranças, superando, inclusive a pressão da torcida.

“Nossos jogadores tiveram muita tranquilidade. Conversei individualmente com cada um antes das cobranças. Precisava do Marco Antônio, que tem muita qualidade e entrou descansado, o João Luiz. Os outros também tiveram frieza para bater, mesmo com a torcida de Marília torcendo contra, tentando tirar a concentração. Eles tiveram equilíbrio e bateram muito bem”, comentou.

Classificado, o Cruzeiro terá um reencontro com o Marília, adversário vencido pela Raposa, por 2 a 0, na fase de grupo. Além de jogar novamente contra o oponente paulista, a equipe celeste voltará a conviver com a presença da torcida local, que deve estar em um número ainda maior no jogo, que acontecerá no próximo domingo.

“Sem dúvida, será um jogo muito difícil contra o Marília. Eles se classificaram, então, no domingo vai ser casa cheia, mas serve de experiência para nossos jogadores saberem lidar com esta pressão, com a torcida adversária empurrando a equipe da casa. É um grupo que está amadurecendo na competição, então, é recuperar os atletas para fazermos um grande jogo e conseguir mais um avanço na Copinha”, destacou.

Copa São Paulo 2019

Grupo 3 (sede em Marília-SP)
03/01 – Cruzeiro 3 x 0 Babaçu-MA – gols: Caio (2) e Vinícius Popó
05/01 – Linense 1 x 1 Cruzeiro – gol: Caio
08/01 – Marília-SP 0 x 2 Cruzeiro – gols: Adriano e Maurício

Segunda fase
11/01 – Cruzeiro 1 (5) x (3) 1 Sport – gol: Vinícius Popó

Notícias Relacionadas