menu

11/12/2019 10:53

Coordenadora do futebol feminino destaca ano de conquistas das Cabulosas

- Rodolfo Rodrigues

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Foram 22 partidas oficias na temporada, com 18 vitórias, dois empates e duas derrotas. A equipe marcou 81 gols e sofreu apenas 12. Números que levaram o Cruzeiro ao vice-campeonato Brasileiro A2, garantindo uma vaga na elite do futebol feminino em 2020, e ao inédito título de campeão mineiro.

Responsável pela montagem do projeto, ao lado do gerente de futebol Marcone Barbosa, a coordenadora do futebol feminino celeste, Bárbara Fonseca, só tem motivos para comemorar o que foi o ano da modalidade no Cruzeiro.

"Devíamos esse título do Campeonato Mineiro ao torcedor, que tanto nos apoiou durante o Brasileiro A2. Também foi dada uma resposta àqueles que depois da derrota para o São Paulo no primeiro jogo da final questionaram o nosso trabalho. Quando a equipe traz o título, convence a todos de sua competência. Esse grupo que lutou muito nessa temporada foi coroado merecidamente”, comentou.

Após a conquista, Bárbara já pensa na próxima temporada. Segundo a coordenadora, é preciso trabalhar com afinco para manter a excelência, já que o trabalho será maior no ano que vem.

“Já estamos com os pensamentos voltados para 2020 que será mais um ano de muita exigência. A primeira divisão tem um nível técnico muito alto, com atletas muito competitivas. Precisamos continuar representando o Cruzeiro conforme à sua grandeza”, disse.

 

As Cabulosas em números

Campanha cruzeirense no ano:

22 jogos, 18 vitórias, 2 empates e 2 derrotas

81 gols marcados e 12 sofridos, saldo de 68

 

Campanha no Brasileiro A-2:

Vice-campeãs e acesso ao Brasileiro A-1

13 jogos, 11 vitórias e 2 derrotas

36 gols marcados e 11 sofridos

 

Campanha no Mineiro:

Campeãs invictas

9 jogos, 8 vitórias, 1 empate

45 gols marcados e 1 sofrido

Micaelly artilheira da competição com 9 gols

Notícias Relacionadas