menu

14/02/2020 00:19

Cruzeiro empata com o São Raimundo em Boa Vista-RR e garante vaga na segunda fase da Copa do Brasil

- Cláudio Antonio

Foto: William Roth/Light Press/Cruzeiro

Com muita determinação e superação, o Cruzeiro empatou com o São Raimundo-RR, em 2 x 2, na noite desta quinta-feira, no estádio Canarinho, em Boa Vista, Roraima, e se classificou para a segunda fase da Copa do Brasil.

Edu e Alexandre Jesus marcaram os gols do Cruzeiro, que foi bastante prejudicado pela arbitragem e jogou com um atleta a menos durante parte do segundo tempo, com a expulsão de Edu aos 33 minutos.

O Boa Esporte eliminou o Vilhenense ao empatar com a equipe de Rondônia em 1 x 1 na quarta-feira e será o próximo adversário celeste na competição nacional.

O jogo

Mesmo com o gramado sem estar em perfeitas condições, o Cruzeiro não demorou a se adaptar ao campo e dominou as ações no início da partida.

Logo aos 3 minutos, Mauricio aproveitou rebote da zaga, após bela jogada de Alexandre Jesus, e chutou forte, mas a bola resvalou em Alan Caruaru e saiu à linha de fundo.

O time da casa respondeu com uma finalização de Vanílson, para fora.

Bem melhor em campo, a Raposa quase abriu o marcador, aos 16, em um chute de Roberson, que explodiu no travessão.

Pouco tempo depois, Jhonata Robert recebeu a bola de Maurício e chutou colocado, com muito perigo, à esquerda de gol.

Aos 25, Alex cobrou falta para a área, Belão, em impedimento, cabeceou e a bola sobrou para Veracruz marcar. O árbitro Alexandre Vargas Tavares de Jesus validou o lance e o São Raimundo saiu na frente com um gol irregular.

O Cruzeiro não se abateu e seguiu em busca do gol, como no chute perigoso de Maurício, que Eder colocou para escanteio.

A superioridade cinco estrelas surtiu efeito aos 34, com o gol de empate, marcado pelo zagueiro Edu, que jogou improvisado de volante. O garoto de 19 anos, revelado pelas divisões de base do Cruzeiro, roubou a bola de Vanílson dentro da área, após cobrança de escanteio, e bateu forte, sem chance alguma para o goleiro. 1 x 1

A virada quase veio no último lance da primeira etapa, em um chute de Jhonata Robert, que o zagueiro Alan Caruaru se jogou no lance e conseguiu evitar o gol. O bola bateu na mão do atleta do São Raimundo, mas o árbitro não marcou pênalti e prejudicou o Cruzeiro novamente.

Igualdade

A Raposa manteve o ritmo no início do segundo tempo e marcou o segundo gol aos 4 minutos, com Alexandre Jesus desviando um chute de Maurício, de dentro da área. Cruzeiro 2 x 1.

Com o domínio das ações, o time mineiro criou chances para ampliar, em escanteios cobrados por Maurício, e cabeceios de Alexandre Jesus e Léo, o primeiro deles acima do gol e o outro bem defendido pelo goleiro Eder.

Empurrado pela torcida local, que comprou todos os ingressos no jogo de reinauguração do estádio, o São Raimundo empatou aos 20 minutos, em um chute cruzado de Stanley, após lançamento de Alex.

Aos 33, Edu recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso da partida, deixando o Cruzeiro com inferioridade numérica na partida.

O lance animou ainda mais o time roraimense, que se mandou de vez para o ataque, mas a equipe celeste, muito bem postada na defesa, não deu mais chances para o adversário e conquistou a classificação.

Ao final da partida, os atletas do Cruzeiro saudaram os torcedores cinco estrelas, que apoiaram o maior vencedor da Copa do Brasil durante todo o jogo.

Alexandre de Jesus - Foto: William Roth/Light Press/Cruzeiro

SÃO RAIMUNDO-RR 2 X 2 CRUZEIRO
Motivo
: 1ª fase da Copa do Brasil
Data: 13/02/2020 (quinta-feira)
Local: Estádio Canarinho, em Boa Vista-RR
Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus-RJ (CBF-AB)
Gols: Veracruz, aos 25 min., e Edu, aos 34 min. do 1º tempo; Alexandre Jesus, aos 4 min., e Stanley, aos 20 min. do 2º tempo
São Raimundo-RR: Eder; Alex, Veracruz, Alan Caruaru e Bruno Maia; Belão (Clebinho), Juca Maranhão (Igor Felipe), Ygor e Emerson; Marcos Felipe e Vanílson (Stanley)
Técnico: Chiquinho Viana
Cruzeiro: Fábio; Edilson, Cacá, Léo e João Lucas; Adriano, Edu e Mauricio (Arthur); Jhonata Robert (Judivan) (Pedro Bicalho), Alexandre Jesus e Roberson
Técnico: Adilson Batista
Cartões amarelos: Eder, Juca Maranhão, Alex, Alan Caruaru e Igor Felipe (São Raimundo); Edilson (Cruzeiro)
Cartão vermelho: Edu (Cruzeiro)


Notícias Relacionadas