menu

16/02/2020 07:48

Maior campeão da América do Sul, Sada Cruzeiro aumenta hegemonia com o heptacampeonato

- Da Assessoria do Sada Cruzeiro Vôlei

Foto: Agência: I7

Na última década o Sada Cruzeiro vem acumulando conquistas e já tem seu nome na história do voleibol. Tricampeão Mundial, seis vezes campeão da Superliga, pentacampeão da Copa Brasil e agora o Cabuloso das quadras também é heptacampeão Sul-Americano de Clubes, após a vitória neste sábado, 15/02, sobre o argentino UPCN por 3 sets a 1. No duelo disputado no ginásio de Contagem uma marca histórica foi expandida, pois agora os cruzeirenses lideram com folga o ranking dos maiores campeões de todos os tempos na América do Sul.

Com os sete títulos continentais e o pentacampeonato consecutivo, nas edições de 2012, 2014, 2016, 2017, 2018, 2019 e 2020, o Sada Cruzeiro dispara na disputa continental. Os clubes Banespa e Paulistano ganharam cinco vezes cada, nas décadas de 1970 e 1990. Depois deles vem o Minas Tênis Clube com dois títulos, o Sesi-SP com um e a extinta Cimed também com troféu Sul-Americano.

“Estou muito feliz por ter feito parte desta história. E hoje, com 39 anos, podendo contribuir e levantar mais um troféu com essa equipe, é um orgulho imenso pra mim. E para nós, superar estas marcas, estes números que entraram para a história, isto não tem preço. Me sinto lisonjeado de fazer parte deste time. E todos estão de parabéns, todos que trabalham para que isto aconteça, os atletas, comissão técnica, gestores, funcionários, todos. E vamos continuar escrevendo história”, enfatizou o capitão Filipe.

Com a taça do Sul-Americano o Sada Cruzeiro ganhou também o direito de representar o continente no Campeonato Mundial de Clubes de 2020.

Notícias Relacionadas