menu

18/12/2014 16:23

Maior artilheiro do Cruzeiro, Tostão entra para o hall da fama do Clube

Maior artilheiro do Cruzeiro, Tostão entra para o hall da fama do Clube


Dr. Gilvan de Pinho Tavares e o ídolo Tostão

Da Toca II

Maikyson Coelho

O hall da fama dos ídolos eternos do Maior de Minas, instalado na Toca da Raposa II, recebeu, nesta quarta-feira, a marca dos pés do maior artilheiro da história do Cruzeiro: Tostão. Com 245 gols marcados em 383 jogos disputados pelo Clube, o goleador entrou para o seleto grupo de craques que já receberam a homenagem da diretoria celeste.

Além da reverência feita no atual Centro de Treinamento dos atletas profissionais do time azul, o ex-atacante também foi honrado na Toca da Raposa I, onde dará nome a uma sala. No local, trabalhará o coordenador das categorias de base do Cruzeiro, o ex-goleiro e também ídolo, Raul Plassmann.

Contente com as condecorações, o eterno camisa 8 declarou que estava ansioso para conhecer as depedências do Clube, pelo qual atuou entre os anos de 1963 e 1972, tendo conquistado a Taça Brasil de 1966, diante do Santos, de Pelé.

“É uma felicidade muito grande. Já fazia um bom tempo que eu estava para vir aqui. Estou muito feliz por conhecer a Toca, por receber tanta homenagem e emocionado por poder colocar meus pés ao lado de tantos outros grandes jogadores da história do Cruzeiro. Além disso, também tive o prazer de dar nome à sala do Raul Plasmann, na Toca I. Fiquei, realmente, muito contente por tudo isso e valeu a pena ter vindo”, disse.


Raul Plassmann, Zé Carlos, Marco Antônio e Tostão, campeões da Taça Brasil em 1966, pelo Cruzeiro

O presidente do Tetracampeão Brasileiro, Dr. Gilvan de Pinho Tavares,  esteve presente na cerimônia e fez questão de ressaltar a importância de Tostão na história vencedora da Raposa. Admirador do talento de toda a equipe campeã em 1966, o dirigente lembrou que vários integrantes daquele time já tiveram seus nomes eternizados, como Raul Plassmann, Pedro Paulo, Piazza e Evaldo.

“Todos os ídolos eternos do Cruzeiro devem fazer parte dessa calçada da fama. O Tostão fez parte dessa gama de jogadores que proporcionaram ao Cruzeiro ser o que é hoje. Vários companheiros da equipe dele estão aqui eternizados, porque integravam uma grande equipe, a qual começou a projetar o Cruzeiro para o cenário nacional e internacional. Com ele em campo, nós ganhamos nosso primeiro título nacional, em 1966, de forma brilhante. O Tostão foi um grande craque e é merecedor desta homenagem”, concluiu.

Dr. Gilvan foi o responsável pela inauguração do espaço, em janeiro 2012, que é dedicado aos craques que fizeram mais de 400 partidas com o manto azul ou que anotaram mais de 100 gols enquanto defendiam as cores do Maior de Minas.

Confira o nome de todos atletas presentes no Hall da fama dos ídolos eternos:

Dirceu Lopes, Zé Carlos, Piazza, Raul Plassmann, Eduardo, Ninão, Bengala, Palhinha, Ademir, Ricardinho, Adelino, Vavá, Darci Menezes, Fábio, Nelinho, Pedro Paulo, Niginho, Raimundinho, Marcelo Ramos, Roberto Batata, Alcides, Joãozinho, Evaldo e Vanderlei.


Pés do craque Tostão ficarão eternizados na Toca da Raposa II

(Este material está liberado para reprodução. Os órgãos de imprensa devem citar o Site Oficial do Cruzeiro como fonte da informação.)