menu

12/07/2019 15:00

Equipe feminina segue para Fortaleza para o início dos duelos das quartas de final

- Rodolfo Rodrigues

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Se passaram mais de 50 dias desde a última vez que a equipe feminina do Cruzeiro entrou em campo em uma partida oficial até o jogo desse sábado, às 15h, contra o Ceará, em Fortaleza, pela ida das quartas de final do Campeonato Brasileiro feminino A-2.

O confronto vale vaga para na semifinal da competição e automaticamente garante um lugar no Campeonato Brasileiro Feminino A-1, em 2020. Pela primeira vez, o Brasileirão A2 dará acesso à primeira divisão a quatro clubes, antes apenas dois subiam. A possibilidade do acesso faz com que as equipes encarem as partidas como finais antecipadas.

Para a lateral Eskerdinha, o Cruzeiro terá seu maior desafio pela frente na competição, mas ela acredita que o elenco está pronto e preparado para o confronto.

“Acreditamos que esse jogo será o mais difícil que enfrentaremos até agora, sem dúvidas, mas estamos preparadas. Trabalhamos durante muitos dias para esses dois jogos, esperamos a intertemporada inteira pelo dia 13, e agora chegou! É manter os pés no chão e a cabeça no lugar, temos que jogar com inteligência”, disse.

De acordo com o técnico Hoffmann Túlio, a equipe precisa entrar em campo atenta e continuar com a pegada mostrada nas fases anteriores.

"Tivemos essa parada do Brasileiro, que deu para treinar bastante e para corrigir alguns aspectos táticos que não vinham sendo bem feitos. São dois jogos e precisamos ter tranquilidade nesses 180 minutos, principalmente em Fortaleza, e trazer a decisão aberta aqui para a nossa casa”, comentou.

Apita o jogo Arianny Kristinne Damasceno de Sousa Nascimento, auxiliada por Carolina Romanholi Melo Verly e Magna Leilane da Silva, todas da Federação Cearense de Futebol. A partida terá transmissão ao vivo pelo site do MyCujoo.

Eskerdinha prega pés no chão diante do Ceará - Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Notícias Relacionadas